Image
Icon
Ricardo | 16. setembro 2021

Após saída do Valorant Masters Berlim, Heat desabafa: ‘no Brasil demora muito’

Sem dúvida que foi com alguma desilusão que o forte time brasileiro de Valorant, Vivo Keyd, não conseguiu ir mais além nesse Valorant Masters Berlim. Com uma derrota em dois mapas equilibrados frente ao KRU eSports, a verdade é que os jogadores do time brasileiro estavam tudo menos satisfeitos. No entanto, a grande voz do descontentamento do time parece ter vindo mesmo do jogador talentoso Heat.

Ora, em declarações à mídia brasileira, pouco tempo depois dessa eliminação, Heat acabou explicando que o time até se colocou bem posicionado para ganhar, pelo menos, um dos mapas. Contudo, talvez por causa de jogarem há pouco mais de três meses juntos, a verdade é que o jogador garante que essa derrota serviu, principalmente, para se conhecerem e aprenderem muito com toda a experiência.

Ou seja, o jogador não está propriamente descontente com a performance que Vivo Keyd demonstrou nesse Valorant Masters Berlim. Contudo, seu descontentamento é outro, principalmente na forma como alguns jogadores brasileiros não se esforçam o suficiente para continuarem crescendo. De forma a que, longo prazo, consigam fazer frente a algumas das melhores equipes do mundo, como as que estão presentes no Valorant Masters Berlim.

Heat garante que treino no Brasil está longe do ideal

Em declarações muito sérias e talvez dirigidas à cena de Valorant no Brasil, Heat garante que esse mapa Haven serviu como um treino para todo o time. De fato, esse treinamento, segundo ele, valeu muito mais do que 15 que possam fazer no Brasil. O jovem jogador garante que no Valorant Masters Berlim o nível é totalmente diferente, pelo que os jogadores brasileiros terão que se aplicar mais. Como forma de conseguirem replicar até o nível de treinamento que os melhores times do mundo estão conseguindo registrar.

Mesmo não apontando nomes, o Heat garantiu que existem jogadores brasileiros que não dão perto de 100% nos treinamentos. Logo, acaba sendo normal que essa ausência de preparação e até seriedade se acabem demonstrando nessas grandes competições. Para além disso, o próprio Heat garantiu que esteve longe do seu melhor.

Em declarações na sua conta oficial do Twitter, o jogador quis quase se desculpar, garantindo que poderia ter jogado bastante melhor do que fez. De salientar também que o jogador fez referência a muitas dores que estava tendo em seus dois pulsos. Portanto, garantiu que, quando chegasse ao Brasil, iria analisar o que realmente se estava passando com ele. Será que teremos uma pausa forçada?

Valorant Masters Berlim esteve longe dos planos brasileiros

Quer tenha sido o Keyd, mas também o Havan Liberty, a verdade é que os dois times brasileiros nunca conseguiram demonstrar seu melhor nível na Alemanha. Prova disso mesmo foram seus resultados, que acabaram estando muito longe do que estava inicialmente previsto. Felizmente, ainda nessa temporada, os dois times poderão ter ainda algumas chances de registrar melhores desempenhos.

Nas próprias redes sociais, muitos foram os comentários de “gamers” que acabaram concordando com o que Heat desabafou. Muitos afirmam que o talento do jogador brasileiro em nada está abaixo do que se verifica entre os melhores times do mundo. Porém, a preparação não parece ser tão boa quanto esses mesmos times de elite.

Logo, se espera que a própria comunidade possa refletir muito sobre esse desabafo de Heat. Mesmo que possa ter causado alguma polêmica, se notou que Heat estava falando de coração, tentando justificar aquela que foi uma passagem pela Alemanha menos positiva. Mas será que o Brasil, como já acontece em outros eSports, também vai acabar virando uma das maiores potências mundiais, em um futuro próximo?